Última hora

Última hora

Vítimas insatisfeitas com resposta do Vaticano

Em leitura:

Vítimas insatisfeitas com resposta do Vaticano

Vítimas insatisfeitas com resposta do Vaticano
Tamanho do texto Aa Aa

As palavras foram severas mas insuficientes, na opinião das vítimas. Num comunicado publicado pelo Vaticano, o Papa qualificou como “crime hediondo e pecado grave” o abuso de crianças no seio da Igreja Católica da Irlanda. Bento XVI denunciou ainda “o falhanço das autoridades religiosas” durante anos.

As vítimas esperavam medidas concretas. Uma delas afirma: “Tenho de admitir que o Vaticano não respondeu às mínimas expectativas porque o Papa limitou-se a reduzir o caso a uma declaração. Dizer que a pedofilia é ‘um crime hediondo’ e sugerir que pode ser causada pelo ‘enfraquecimento da fé’ é simplesmente escandaloso. Vai para além do ridículo.”

Outra vítima acrescenta: “Eu esperava uma resposta positiva de Roma. Não se trata apenas de abusos dentro da diocese, mas dos abusos mais depravados contra as crianças mais vulneráveis.”

O “mea culpa” dos bispos irlandeses traduziu-se na promessa de cooperação com a justiça.

O Papa convocou 24 prelados irlandeses na sequência do escândalo de pedofilia que abalou a Irlanda. O último relatório, publicado em Novembro, revelou que a hierarquia católica de Dublin encobriu os casos durante anos para não manchar a sua reputação.