Última hora
This content is not available in your region

Google condenado em Itália por violação da privacidade

Google condenado em Itália por violação da privacidade
Tamanho do texto Aa Aa

O Google vai apresentar recurso da sentença dos tribunais italianos, depois de ter sido condenado por atentar contra a dignidade de um jovem com síndrome de Down.

Os juízes condenaram três responsáveis da companhia norte-americana a seis meses de prisão com pensa suspensa, por terem permitido a publicação de um vídeo em que o jovem é agredido por quatro colegas numa escola de Turim.

O porta-voz da Google considera que, “a decisão da justiça italiana atenta contra a liberdade de expressão. Dar o direito aos portais Internet de censurarem os vídeos publicados significa o fim da liberdade na Internet”.

O processo tinha sido interposto por uma organização italiana de ajuda a portadores de trissomia 21, depois da Google ter mantido o vídeo em linha durante mais de dois meses.

O portal norte-americano afirma ter acedido às queixas da associação, tendo colaborado na investigação para identificar os responsáveis pela publicação do vídeo.