Última hora
This content is not available in your region

Confiscada mais de metade da fortuna de Shinawatra

Confiscada mais de metade da fortuna de Shinawatra
Tamanho do texto Aa Aa

A justiça tailandesa decidiu confiscar mais de metade da fortuna do antigo primeiro-ministro, Thaksin Shinawatra. Qualquer coisa, como mil milhões de euros.

O juízes do supremo Tribunal consideram que o ex-chefe de governo e magnata do sector das telecomunicações se aproveitou da posição política para enriquecimento pessoal.

Shinawatra acusado de fraude, abuso de poder e corrupção governou a Tailândia entre 2001 e 2006, ano em que foi afastado do poder pelo exército.
Pediu asilo no Reino Unido. Hoje, vive no Dubai.

Shinawatra garante que as acusações são falsas e justifica a fortuna com o suor e o trabalho.

O Governo tailandês espera, que a decisão da justiça ponha fim a quatro anos de turbulência política entre apoiantes e opositores do antigo primeiro-ministro.
Mas esse é um objectivo que se adivinha difícil.

Para os camisas vermelhas a decisão é tudo menos justa e prometem novas manifestações de apoio a Shinawatra. A próxima está agendada para Março.