Última hora

Última hora

Libertação de três militares alivia tensões na Turquia

Em leitura:

Libertação de três militares alivia tensões na Turquia

Libertação de três militares alivia tensões na Turquia
Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal turco libertou três oficiais de alta patente. Um gesto que pode evitar um confronto entre o governo e o exército, que se considera o guardião da laicidade do regime.

A libertação ocorreu esta quinta-feira, poucas horas depois de uma reunião entre o presidente, o primeiro-ministro e o chefe do Estado-Maior. Durante três horas, falou-se sobre a crise desencadeada com a detenção de 50 militares acusados de conspirar contra o governo em 2003.

O comunicado final afirma que a crise deve ser resolvida no quadro da Constituição. Erdogan também rejeitou ontem a hipóteses de eleições antecipadas, exigidas pela oposição.

Em entrevista à Euronews, um sociólogo da Universidade de Istambul explica que o exército, enquanto principal defensor da laicidade, reagiu ferozmente à situação. Mas as diferentes camadas da população e os diferentes actores tentam tirar conclusões.”

E as reacções são diversas. O exército denuncia uma campanha de difamação.

A oposição acusa o governo de inventar conspirações para desacreditar a instituição militar e enfraquecer a Constituição laica.

Outros sublinham a necessidade de democratizar a sociedade turca, num período decisivo para a adesão à União Europeia. Para isso, querem a redução do poder do exército e o reforço das autoridades civis.