Última hora
This content is not available in your region

Antigo dirigente bósnio Ejup Ganic detido em Londres

Antigo dirigente bósnio Ejup Ganic detido em Londres
Tamanho do texto Aa Aa

O antigo líder bósnio Ejup Ganic foi detido esta segunda-feira, no aeroporto de Heathrow, em Londres, quando tentava abandonar o país.

As autoridades sérvias apresentaram um mandado de captura e exigem extradição provisória.

Alegam “conspiração para assassinar”, inclusivamente soldados feridos, numa violação da Convenção de Genebra.

“Ganic foi detido com base num acordo europeu de extradição, e temos a certeza que não exisitiu nenhum mandado de captura da Interpol contra ele, nem mesmo nenhum alerta especial”, disse Sadik Ahmetovic, o ministro bósnio da segurança.

Cabe agora a Belgrado apresentar os documentos para pedir a extradição de Ganic.

Segundo fonte do governo britânico, o antigo dirigente bósnio, de 63 anos, já foi presente a tribunal e deve ser ouvido novamente a 29 de Março.

Ejup e 18 outros elementos são acusados de atacar, em 1992, uma coluna militar jugoslava, em Sarejevo, na qual mais de 40 soldados morreram.

Os militares atravessavam a cidade quando cairam numa emboscada das tropas bósnias, na chamada rua Dobrovoljacka, que foi palco do episódio.

Ganic vive actualmente em Sarajevo, onde dirige uma Escola de Ciências e Tecnologia. Foi membro da presidência tripartida bósnia, sedeada em Sarajevo, durante a guerra de 1992-95.