Última hora

Última hora

Arnaldo Otegi condenado a dois anos de prisão

Em leitura:

Arnaldo Otegi condenado a dois anos de prisão

Arnaldo Otegi condenado a dois anos de prisão
Tamanho do texto Aa Aa

O líder independentista basco Arnaldo Otegi foi condenado a dois anos de prisão por “enaltecimento do terrorismo”.

O ex-porta-voz do Batasuna foi acusado de fazer a apologia do terrorismo durante um discurso que proferiu em 2005, no qual homenageou o etarra detido José María Sagarduy.

A sentença impede também Otegi de exercer cargos públicos por um período de 16 anos.

O dirigente basco estava em prisão preventiva desde Outubro por ter tentado reconstituir a direcção do Batasuna. A formação foi ilegalizada em 2003, devido às ligações com a ETA.

Arnaldo Otegi enfrenta ainda um processo por “subordinação do Batasuna à ETA”, para o qual a procuradoria pede 14 anos de prisão.

Por outro lado, será também julgado por “desobediência e enaltecimento do terrorismo” durante um comício do Batasuna em 2004.

Otegi já tinha cumprido uma pena de 15 meses entre 2007 e 2008 pelos mesmos motivos.

A ETA é dada como responsável pela morte de 828 pessoas em mais de 40 anos de luta armada pela independência do País Basco.