Última hora
This content is not available in your region

Desemprego desespera espanhóis

Desemprego desespera espanhóis
Tamanho do texto Aa Aa

O desemprego em Espanha voltou a subir em Janeiro e atinge já mais de 4,1milhões de pessoas.

A crise em sectores-chave, como a construção civil ou os serviços, faz com que sejam cada vez mais os espanhóis a fazer fila nos centros de emprego. Se encontrar um trabalho é uma dor de cabeça, muitos não conseguem sequer ser atendidos.

“Vejo o futuro muito negro para este país. Há muito pouca gente a ter um emprego. É a mesma coisa todos os dias”; “Ficamos à espera três horas, até que alguém nos dê um papel, como no mercado. Se acabam os papéis, temos que voltar no dia seguinte”, dizem alguns utentes.

A taxa de desemprego ultrapassa já os 18%. Para os analistas, há um efeito sazonal, já que nos primeiros meses do ano há mais supressões de emprego.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.