Última hora

Última hora

Ucrânia: Timoshenko abandona governo após moção de censura no palamento

Em leitura:

Ucrânia: Timoshenko abandona governo após moção de censura no palamento

Ucrânia: Timoshenko abandona governo após moção de censura no palamento
Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento ucraniano desfere o golpe de misericórdia na revolução laranja, depois de aprovar esta manhã uma moção de censura contra o governo de Yulia Timoshenko.

Uma decisão que deixa o país sob um executivo provisório até à formação do próximo governo, com poderes limitados para fazer face à actual crise económica.

Timoshenko, criticada por não reconhecer a vitória do seu rival nas presidenciais, abandonou o cargo, delegando a chefia do executivo no seu número dois, Oleksander Turchynov.

Pelo menos dez ministros deverão manter-se no cargo, embora seja necessário um mínimo de 13 para poder continuar a governar.

Uma situação que aumenta a pressão sobre o novo presidente, vencedor das eleições do mês passado, Viktor Yanukovitch.

O líder do partido das regiões tem 30 dias para obter uma maioria no parlamento para aprovar o próximo governo, findo os quais terá que convocar eleições antecipadas.

Algumas fontes avançam que as negociações para formar o novo executivo encontram-se na recta final, mas falta obter ainda o apoio de 15 deputados do bloco de Timoshenko.