Última hora
This content is not available in your region

Ucrânia aprova novo Governo em sessão "relâmpago" no Parlamento

Ucrânia aprova novo Governo em sessão "relâmpago" no Parlamento
Tamanho do texto Aa Aa

Está formado o novo Governo ucraniano, numa indigitação relâmpago que começou com a aceitação, pelo parlamento, do novo primeiro-ministro Mukola Azarov. Todos os ministros do novo Executivo também foram votados em bloco na mesma sessão.

O presidente Viktor Yanoukovitvh, que conseguiu criar uma coligação com maioria no hemiciclo, após ver aprovada uma nova lei que permite a deputados de outras formações políticas aderir à aliança sem autorização dos partidos a que pertencem, tem agora todos os instrumentos para levar avante uma política que se prevê de importantes reformas económicas para fazer face à grave crise que o país enfrenta.

O primeiro-ministro é um antigo responsável das Finanças da Ucrânia, nascido na Rússia, com 62 anos. A antiga primeira-ministra Iulia Tomochenko, prometeu tudo fazer para impedir que o novo governo passe à acção.

Vários analistas consideraram que sem a nova lei, Yanoukovitch teria enfrentado negociações complexas para formar um Governo. O novo primeiro-ministro é um homem fiel ao chefe de Estado, considerado um burocrata de “estilo mão dura”.

A Ucrânia, antiga república soviética, vive momentos difíceis – a dívida pública triplicou nos últimos anos e o país necessita pelo menos três mil milhões de euros para cobrir gastos públicos por trimestre.