Última hora

Última hora

Morreu Miguel Delibes, um dos maiores vultos da literatura espanhola contemporânea

Em leitura:

Morreu Miguel Delibes, um dos maiores vultos da literatura espanhola contemporânea

Morreu Miguel Delibes, um dos maiores vultos da literatura espanhola contemporânea
Tamanho do texto Aa Aa

Morreu uma das maiores figuras da literatura espanhola do pós Segunda Grande Guerra – Miguel Delibes, aos 89 anos, vítima de cancro.

Delibes é autor de várias obras adaptadas para cinema, entre elas “Los Santos Inocentes”, distinguido com uma Palma de Ouro no Festival de Cannes.

Delibes disse um dia que: “Nas minhas obras há quatro elementos essenciais – a natureza, a morte, a sensibilidade em relação ao próximo e a infância.”

Nascido em Valladolid em 1920, o escritor, jornalista e colunista foi um dos espanhóis que melhor retrataram a região de Castela.

Além de Prémio Príncipe das Astúrias de Letras em 1982, Delibes foi também Prémio das Letras de Castela e Leão, Cavaleiro das Artes e das Letras da República Francesa e Prémio Cervantes em 1993. Apesar de várias vezes candidato, nunca foi distinguido com o Prémio Nobel da Literatura.

Amante da natureza, caçador e pescador, nas suas obras defendeu a harmonia entre o homem e a natureza e descreveu de forma fiel as terras que o viram nascer e que esta sexta-feira o reclamaram.