Última hora

Vaticano reage contra prelados pedófilos

Vaticano reage contra prelados pedófilos
Tamanho do texto Aa Aa

O Papa Bento XVI afirmou estar “consternado” com os casos de abusos sexuais a menores cometidos por sacerdotes na Alemanha.

A Igreja Católica Romana está a reagir de forma individual a cada escândalo. Os casos alemães seguem os irlandeses. O escândalo já chegou à Holanda e Áustria.

O Sumo Pontífice encontrou-se esta sexta-feira com Robert Zollitsch, presidente da Conferência Episcopal Alemã, para um frente a frente inédito sobre o tema:

“Queremos descobrir a verdade e vamos ser honestos, livres de considerações incorrectas. Mesmo se descobrimos casos que datam de há dez anos. As vítimas têm o direito de saber.”, afirmou Robert Zollitsch.

A Santa Sé designou o Bispo de Treviri, Stephen Ackman, para garantir que existe colaboração entre as autoridades civis alemãs e a Igreja e que às vítimas seja dada assistência.

Marco Politi, jornalista, afirmou que “Bento XVI quer uma política forte em relação a este fenómeno. O Papa vai escrever uma carta aos bispos irlandeses que se reveste de extrema importância por ser o primeiro documento em que um papa contemporâneo se mostra contra a pedofilia.”

Na Alemanha, pelo menos 170 antigos alunos de escolas católicas foram vítimas de pedofilia.

Nas Irlanda, casos semelhantes deram origem a um longo inquérito. Na Áustria vários prelados foram afastados depois de terem sido acusados dos mesmos abusos.

Na Holanda está em curso um inquérito pelas mesmas razões…

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.