Última hora

Camisas vermelhas tentam seduzir classe média

Camisas vermelhas tentam seduzir classe média
Tamanho do texto Aa Aa

Ondas de cor vermelha invadiram Banguecoque. Milhares de apoiantes do antigo primeiro-ministro Thaksin Shinawatra percorrem as ruas da capital tailandesa para recrutar militantes para a causa pela qual se batem há vários dias: exigir a dissolução do governo e eleições antecipadas.

Depois do protesto do último domingo, que reuniu 150 mil pessoas, o número de manifestantes nas ruas tem vindo a diminuir.

“Foi complicado para chegar ao trabalho. Podem fazer estas manifestações mas devem escolher horas mais apropriadas”, disse um cidadão. Uma cidadã acha que “é bom. É democracia. Não estão a causar problemas. Anunciaram o percurso deles com antecedência”.

Para manter viva a chama da contestação, os militantes, a maioria oriunda das zonas rurais querem seduzir a classe média. Falam num combate contra a elite tradicional.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.