Última hora
This content is not available in your region

Moscovo admite renegociar preços do gás com Kiev

Moscovo admite renegociar preços do gás com Kiev
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia está disponível para negociar os preços do gás com a Ucrânia.

Moscovo defende que o contrato que fixa as condições de fornecimento é equilibrado, mas admite que documento possa vir a ser renegociado.

Kiev considera que os preços em vigor são injustos, mas já fez saber que pretende pagar a factura deste mês tempo e horas

Em conferência de imprensa o chefe de Governo ucraniano considera que é necessário esquecer os últimos cinco anos e defende um novo começo nas relações entre os dois países.

Kiev pretende recomeçar do zero à semelhança do que fez Washington. Uma abertura recebida de braços abertos por Moscovo

O primeiro-ministro russo garante que não existem assuntos tabu entre os dois países e que a cooperação energética vai continuar a dominar as relações entre a Rússia e a Ucrânia.

A chegada ao poder do novo presidente ucraniano, Victor Ianukovich, promete por um ponto final na guerra do gás entre Kiev e Moscovo. Um braço de ferro, que afectou vários países europeus

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.