Última hora

Última hora

Papa evita comentar escândalo de abusos sexuais

Em leitura:

Papa evita comentar escândalo de abusos sexuais

Papa evita comentar escândalo de abusos sexuais
Tamanho do texto Aa Aa

“Mesmo coberto de insultos, cristo não insultava”.

Foram estas as palavras empregues por Bento XVI durante a missa desta quinta-feira Santa.

O papa dá início às celebrações da Páscoa num momento conturbado para o Vaticano.

Prelados católicos de vários países europeus são acusados de ter abusado sexualmente de crianças.

O escândalo atinge a Alemanha, a Suíça a Áustria e a Dinamarca.

Nos Estados Unidos, um advogado exige que o proprio Bento XVI testemunhe diante dos juízes.

O Vaticano alega que o papa goza de imunidade, enquanto chefe de Estado, e, por isso, não tem de testemunhar.