Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Chineses compram 9% da canadiana Syncrude

Chineses compram 9% da canadiana Syncrude
Tamanho do texto Aa Aa

A Sinopec, filial interrnacional da China Petrochemical, acaba de comprar 9% da companhia canadiana Syncrude por mais de 4,6 mil milhões de dólares.

Este valor, segundo os analistas, é mais do dobro do valor real desta fatia e ilustra o apetite voraz que a China tem de encontrar recursos petrolíferos fora do país. O país é o segundo maior consumidor mundial de petróleo e está cada vez mais dependente das importações.

A Syncrude explora petróleo nos terrenos arenosos do Estado de Alberta, no Canadá. Graças a estas areias ricas em crude, o Canadá tem as segundas maiores reservas mundiais de petróleo, logo depois da Arábia Saudita. Estas reservas rondam os 175 mil milhões de barris. O Canadá está à frente de outros países ricos em petróleo, como o Irão e o Iraque.

A China Petrochemical é a segunda maior produtora chinesa de petróleo, e número um do país em termos de refinaria. Esta é a mais recente de uma série de aquisições, por parte dos gigantes chineses deste sector, destinadas a aumentar a presença chinesa no mercado mundial da exploração de petróleo.

No ano passado, as empresas chinesas compraram 32 mil milhões de dólares em activos nos sectores da energia e da exploração mineira.