Última hora
This content is not available in your region

Cerca de meio milhão de pessoas em Fátima

Cerca de meio milhão de pessoas em Fátima
Tamanho do texto Aa Aa

O santuário de Fátima tornou-se pequeno para acolher todos os que assistiram à missa desta manhã.

Os escândalos dos últimos meses não afastaram os católicos das celebrações, este ano presididas por Bento XVI.

O Papa voltou a condenar os casos de pedofilia que envolvem a hierarquia católica. Numa mensagem enviada às Jornadas Ecuménicas Alemãs
Bento XVI disse que “há ervas daninhas no interior da Igreja.”

É a segunda vez, esta semana, o Papa se pronuncia sobre os abusos sexuais de crianças.

“Penso que o facto do Papa não se esconder é positivo. Nos últimos dias assumiu uma posição de força depois de todas as críticas de que foi alvo” afirma um peregrino.

Um outro refere que “é bom para o Papa que tem passado por tempos difíceis, mas que ainda assim tem recebido apoio dos jovens católicos”

Os analistas defende que a posição de Bento XVI rompe com a estratégia defensiva seguida por altos responsáveis da Vaticano.

No santuário, o Papa falou dos pastorinhos como exemplo de partilha e doação e disse que a missão de Fátima na salvação da humanidade, ainda, não está concluída.