Última hora

Última hora

Ministro italiano da Cultura boicota Cannes

Em leitura:

Ministro italiano da Cultura boicota Cannes

Ministro italiano da Cultura boicota Cannes
Tamanho do texto Aa Aa

O correspondente da euronews, em Cannes, Wolfgang Spindler, esteve à conversa com o director-geral do Festival. Como é que se aguenta esta maratona de 12 dias? “Antes de mais, é um prazer!”, diz Thierry Frémaux. “É mais fácil aguentar quando se acolhe cineastas, filmes, gente dos festivais do mundo inteiro e se sente que é um enorme privilégio, estar aqui, nesta cidade solarenga, a ver bons filmes… Os dias acabam por passar muito depressa.”

Bons filmes, para uns. Para outros, como o ministro italiano da Cultura, que boicotou o Festival, nem por isso. “Não há nenhuma polémica com Itália”, afirma, contudo o director-geral: “O Festival de Cannes seleccionou dois filmes italianos, um dos quais não agradou ao ministro da Cultura – que, aliás, nem sequer o viu, só viu um excerto – mas que se queixou publicamente, mas não a nós. Nós somos livres de programar os filmes que entendemos.”

O filme em causa, sobre a reconstrução de L’Aquila depois do sismo chama-se “Draquila” e é apresentado esta quinta-feira, fora de competição.