Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Atlantis reforma-se aos 25 anos

Atlantis reforma-se aos 25 anos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O vaivém Atlantis, que hoje inicia a última missão, tem alguma história.

No dia 3 de Outtubro de 1985, a quarta nave espacial americana iniciou o primeiro voo. O nome homenageia um barco que fazia pesquisas oceanográficas entre 1930 e 60.Atlantis iniciou a carreira no exército com algumas operações secretas até 1989.

25 anos mais tarde, o vaivém prepara a reforma, depois desta 11a viagem para a Estação Espacial Internacional (EEI), em que transporta novos equipamentos para o complexo, que fica a 400 km da Terra.

Desde o primeiro voo, o Atlantis ficou 282 dias em órbita, fez 31 voos e transportou 185 tripulantes.

Entre as missões atribuídas, lançou as sondas Magellan e Galileu para Vénus e Júpiter.

De 95 a 97 o vaivém Atlantis transportou os astronautas para a MIR. Fez sete operações de atracagem na estação espacial russa, destruida em 2001.

Em 2003, com o acidente espectacular do vaivém Columbia, em que morreram os sete tripulantes, os voos foram suspensos durante dois anos e meio.

A tripulação do Atlantis é constituída pelo comandante Ken Ham, o piloto Tony Antonelli e os especialistas Michael Good, Garrett Reisman, Steve Bowen e Piers Sellers, este último, com uma responsabilidade muito especial.

O astronauta norte-americano de origem britânica leva consigo uma lasca de dez centímetros da árvore de onde caiu a maçã que inspirou Sir Isaac Newton a descobrir a teoria da gravidade, há quase 350 anos. E vai pô-la a fluturar no espaço. O bocadinho da macieira pertence à Royal Society e para lá regressa no fim da missão do vaivém.

O Atlantis foi a vedeta do filme Armagedeon, em 1998 e era destruido por um meteorito.