Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Israel ataca e contra-ataca

Israel ataca e contra-ataca
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Israel justifica a intervenção militar desta madrugada, contra a denominada “Frota da Liberdade”, com o argumento de que esta transportava armas para o Hamas.

O exército israelita lançou uma investida aérea contra o barco turco que liderava a frota, terão morrido, pelo menos, dez pessoas. Há dezenas de feridos. Um barco grego foi também atingido. O incidente ocorreu, em águas internacionais, no Mediterrâneo.

A Turquia garante que nas embarcações seguiam dez mil toneladas de ajuda humanitária. Segundo as autoridades do porto de Antalya, na Turquia, local de onde partiram os barcos, foram feitos Raio-X a toda a tripulação, passageiros e mercadorias.

Por seu lado, Israel diz que encontrou armas a bordo e que as suas tropas foram atacadas. O chefe da Marinha israelita afirma que havia cerca de 600 passageiros a bordo e que os soldados foram atacados com armas de fogo e uma violência que punha em risco as suas vidas. Acrescenta que, para se defenderem tiveram que usar armas.

Richard Falk, o Relator Especial das Nações Unidas para os territórios ocupados, afirma que Israel usou armas mortíferas contra civis desarmados e que matou activistas dos direitos humanos.

A comunidade internacional está chocada e, por todo o mundo, estão a ser chamados os embaixadores israelitas para darem explicações.