Última hora
This content is not available in your region

Cheias continuam no centro da Europa

Cheias continuam no centro da Europa
Tamanho do texto Aa Aa

Parte da Europa mantém-se debaixo de água. Além das chuvas intensas das últimas semanas, espera-se que os caudais dos rios voltem a subir.

Na Polónia, vinte pessoas morreram nos últimos dias e mais de dez mil tiveram de ser realojadas. Começam a elevar-se as vozes que pedem um adiamento das eleições presidenciais marcadas para o próximo dia 20, mas o Governo não quer ouvir falar nessa possibilidade.

Na Hungria, o norte é a região mais afectada. Mais de quatro mil pessoas ficaram sem casa. As autoridades são acusadas de negligência por permitirem a construção de moradias em zonas inundáveis.

Grande parte das habitações destruídas foi construída de forma ilegal.

Dezenas de hectares aráveis ficaram destruídos, o que pode custar 300 milhões de euros ao sector agrícola nacional.

Na Turquia uma pessoas morreu devido à chuvas que fustigam a região de Istambul, e na Croácia todos os preparativos parecem poucos para fazer face à subida vertiginosa das águas do Danúbio, esperada para o final desta semana.