Última hora
This content is not available in your region

Joanesburgo dá pontapé de saída na rede ferroviária

Joanesburgo dá pontapé de saída na rede ferroviária
Tamanho do texto Aa Aa

Primeiro comboio rápido de África, o Gautrain iniciou hoje o servço em Joanesburgo, a tempo de levar os adeptos do Mundial de futebol.

Este comboio liga o aeroporto internacional ao centro financeiro de Standton, onde vão ficar muitos adeptos estrangeiros. O trajecto faz-se em 15 minutos a 160 km/hora. De automóvel demora uma hora.

Um passageiro comenta:

“É confortável, silencioso, não é como um comboio normal, abana menos. Foi óptimo, passei um tempo agradável. Obrigado ao governo de gauteng, obrigado pelo comboio”.

Num primeiro tempo os passageiros vão ser empresários e turistas porque um bilhete de ida e volta custa 10 euros.

Mas há críticas:
“Foi bom. pelo lado dos bilhetes foi uma confusão, não estavam preparados. O comboio foi óptimo, é óbvio que o testaram. O parking e os bilhetes é que não devem ter sido testados”.

Os construtores aceleraram os trabalhos para terminar o primeiro troço antes do jogo inaugural da África do Sul com o México em Joanesburgo. A longo prazo, o Gautrain vai ser crucial para a região e é o ponto fulcral da futura rede de transportes.

“O Gautrain, verdadeiro orgulho nacional não vai parar por aqui. Os trabalhos continuam para o comboio regional ligar Pretória, a 80 km de Joanesburgo. Uma viagem de 45 minutos para ligar as duas cidades que, de automóvel demora hora e meia em caso de engarrafamentos.
Esperam-se 16000 passageiros por dia no Gautrain, por 3,50 euros. É pouco mais do que um taxi colectivo e muito mais rápido. Entra ao serviço no próximo ano.
Em Pretória, Sébastien Vuagnat pour Euronews”