Última hora
This content is not available in your region

Uzbequistão impede entrada de mais refugiados do Quirguistão

Uzbequistão impede entrada de mais refugiados do Quirguistão
Tamanho do texto Aa Aa

O Uzbequistão fechou a fronteira, para desespero daqueles que tentam fugir aos conflitos étnicos no Quirguistão. O país diz não ter capacidade para acolher tanta gente.

Mas antes do encerramento, dezenas de milhares de pessoas refugiaram-se no país vizinho, numa fuga aos combates que já mataram 124 pessoas desde sexta-feira.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados já anunciou o envio de ajuda humanitária para o Uzbequistão, país que apelou à comunidade internacional.

Em Och, segunda cidade do Quirguistão, ainda se ouvem, de vez em quando, tiroteios nas ruas, onde corpos e casas calcinados demonstram a violência dos confrontos. Um helicóptero quirguiz distribuiu folhetos, pedindo o fim dos combates.

Muitos refugiados acusam bandos armados constituídos por quirguizes e apoiados por elementos das forças regulares de massacrarem os uzbeques. Há quem fale num genocídio planeado pelo Governo.

Pelo menos 124 pessoas morreram e 1600 ficaram feridas.