Última hora
This content is not available in your region

Presidente da BP vai abandonar gestão de crise

Presidente da BP vai abandonar gestão de crise
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente executivo da BP, Tony Hayward, vai abandonar a gestão da maior crise ecológica dos Estados Unidos, assim que a fuga de petróleo estiver controlada. Depois, a missão passa para as mãos de Robert Dudley, membro do conselho de administração da BP.

Desde o início da maré negra, Tony Hayward tem sido acusado de incompetência. Na quinta-feira, os senadores do Congresso norte-americano também não pouparam críticas.

Um dia antes, na Casa Branca, os dirigentes do grupo comprometeram-se a criar um fundo de 20 mil milhões para indemnizar os afectados. Agora, e de acordo com fontes bancárias, a BP estará à procura de um empréstimo de mil milhões de dólares.

Esta sexta-feira, a BP já conseguiu recuperar 25 mil barris de petróleo, mas espera conseguir o dobro até ao fim do mês. Por dia, são derramados entre 35 mil a 60 mil barris.

Entretanto, os Estados Unidos estão a analisar as propostas de 22 países para ajudarem na luta contra a maré negra.