Última hora
This content is not available in your region

Um milhão de pessoas afectadas pela violência no Quirguistão

Um milhão de pessoas afectadas pela violência no Quirguistão
Tamanho do texto Aa Aa

Estima-se que um milhão de pessoas tenha sido afectado pelo conflito étnico no Quirguistão. Um milhão de pessoas que precisa de comida e de outros bens essenciais, segundo um cálculo da UNICEF.

São homens, mas sobretudo mulheres e crianças… Deslocados, refugiados, que fogem à violência. Pessoas que perderam a casa.

“Estimamos que haja cerca de 300 mil pessoas deslocadas dentro do Quirguistão, desde que a violência começou na semana passada. Outras cem mil fugiram e procuraram segurança no vizinho Uzbequistão”, disse Andrej Mahecic, porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados.

Forças russas vão proteger determinadas instalações estratégicas do Quirguistão. O anúncio foi feito, sexta-feira, pela presidente interina do país, durante uma visita à região afectada pelo conflito. Rosa Otounbaïeva reconheceu que a violência interétnica causou, provavelmente, cerca de duas mil mortes, dez vezes mais que o balanço oficial.

O Conselho dos Direitos Humanos da ONU já pediu ao Governo do Quirguistão um inquérito exaustivo e transparente sobre o conflito.

Este sábado, deve chegar a Osh um avião de ajuda humanitária enviado pelas Nações Unidas.