Última hora

Operários da Fiat aceitam trabalhar mais para manter emprego

Operários da Fiat aceitam trabalhar mais para manter emprego
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os trabalhadores da FIAT aceitam condições de trabalho mais duras para relocalizar a produção em Itália.

A administração propõem-se transferir o fabrico do Panda, da Polónia para a fábrica de Pomigliano d’Arco, perto de Nápoles. Em troca, a direcção exige o fim do que considera ser um número excessivo de ausências injustificadas.

62% dos trabalhadores aprovaram a proposta, 36% votaram “não”.

Apenas um dos cinco sindicatos recusou a proposta por considerar que se trata de um recuo de direitos no que toca ao subsídio de doença e ao direito à greve, que poderá ser considerada como uma ausência injustificada.

A FIAT quer aumentar as horas extra e reduzir os tempos de pausa.

Muitos operários consideram que não têm escolha face à falta de trabalho na região.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.