Última hora

Agrava-se o estado de saúde de Fariñas 

Agrava-se o estado de saúde de Fariñas 
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O dissidente cubano Guillermo Fariñas terminou hoje a greve de fome que mantinha há 135 dias mas o seus estado de saude agravouse nas ultımas horas.
O fim da greve de fome de Fariñas, jornalista, 48 anos, surge na sequência do anúncio, na quarta-feira, da libertação pelo governo cubano de 52 presos políticos.
 
A porta voz do dissidente delcarou à Euronews que lamenta que nınguém do governo cubano tenha falado nem ao povo, nem à oposição nem ao dıssıdente das lıbertacões prevıstas.
  
Fariñas estava a ser muito pressionado para abandonar a greve de fome. Um dos apelos chegou do principal rosto das Damas de Branco, mães e mulheres de prisioneiros
 
O seu protesto tinha começado a 24 de Fevereiro, após a morte de outro dissidente, Orlando Zapata, que esteve mais de 80 dias em greve de fome.
 

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.