A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Mais de um milhão em defesa da Catalunha autónoma

Mais de um milhão em defesa da Catalunha autónoma
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

São números da polícia – um milhão de meio de pessoas desfilaram, este sábado, pelas principais ruas de Barcelona, em defesa do novo estatuto de autonomia.

Na cabeça do desfile, estavam o presidente do governo autonómico, o socialista José Montilla, e os seus antecessores, Jordi Pujol e Pasqual Maragall.

Com excepção do PP, todos os partidos se fizeram representar.

Artur Mas, lider do C&U reclamou o direito de decisão, para a Catalunha:

“Agora dizem-nos que nos fecharam a porta. Dizem-nos que a Constituição é qualquer coisa de rígido e fechado, em vez de qualquer coisa flexível e aberto. Portanto, penso que a Catalunha terá de mudar de caminho, mudar de vida e apostar decididamente no seu direito e decidir o seu futuro”.

Manuela Madre, do Partido Socialista Catalão diz que, em causa, está a dignidade de uma nação:

“Estamos aqui para dizer que não gostamos da sentença, que queremos o estatuto inteiro, tal como foi aprovado pelo Povo da Catalunha que aqui expressa uma dignidade e uma vontade de uma nação”.

O acórdão do tribunal constitucional declara oito artigos, feridos de inconstitucionalidade. Um deles reconhecia à Catalunha o estatuto de nação.