Última hora

Mundial 2010: final espalha febre e oportunidades de negócio

Mundial 2010: final espalha febre e oportunidades de negócio
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Em Espanha, a febre do Mundial é, mais do que nunca, aproveitada para fins comerciais.

Vários bancos prometem taxas preferenciais aos clientes se a selecção espanhola vencer a final na África do Sul.

Várias marcas, cadeias de supermercados e hipermercados prometem também descontos e mesmo o reembolso de alguns produtos.

O patrão de uma grande superfície de Madrid explica que “as pessoas podem ganhar por exemplo um frigorífico (…) se acertarem no resultado. é uma forma de promover o comércio e aumentar as vendas”.

A Holanda, por seu lado, está mais laranja do que é habitual. É possível encontrar todo o tipo de parafernália para apoiar a selecção holandesa e os fãs não hesitam em esgotar o leque de produtos disponíveis.

Tal como Espanha, a Holanda espera fazer história este domingo, com o primeiro título como Campeã Mundial de Futebol.

Milhares de fãs tentam, na maioria dos casos sem sucesso, obter um bilhete de avião para Joanesburgo.

Uma representante de uma agência de viagens diz que “infelizmente, a KLM só preveu quatro voos adicionais para a África do Sul”, acrescentando que receberam “14 mil pedidos de reserva desde as meias-finais”.

Os holandeses estarão certamente receosos face às previsões de Paul. O famoso polvo do aquário da cidade alemã de Oberhausen deu a vitória à Espanha, após uma série de previsões infalíveis.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.