Última hora
This content is not available in your region

"Stress tests" no centro da reunião do Eurogrupo

"Stress tests" no centro da reunião do Eurogrupo
Tamanho do texto Aa Aa

Os testes a que os principais bancos europeus vão ser sujeitos, os chamados “stress tests”, são o principal tema da reunião dos ministros da Eurozona, o encontro que precede a cimeira desta terça-feira entre os ministros da Economia e Finanças dos 27 Estados-membros da União Europeia.

Os governos estão a discutir quais os melhores mecanismos para melhor regular os bancos e prevenir novas crises.

O comité de supervisores bancários europeus publicou na semana passada um relatório onde explica como estes testes devem ser conduzidos.

A Eslováquia continua a ser o único dos 16 países da moeda única a mostrar alguma resistência ao plano para o sector bancário.

O governo eslovaco ainda não se juntou ao financiamento do fundo de emergência para a Zona Euro. Bratislava diz que a decisão está para breve, isto numa altura em que os outros governos da Eurozona começam a perder a paciência.

No que toca aos défices excessivos, que desencadearam a recente crise do euro e uma onda de instabilidade em países como a Grécia, há quem acredite que a solução passa por rever o Pacto de Estabilidade. Alguns governantes e banqueiros centrais pedem um limite ao défice mais apertado que os actuais 3% do PIB.