Última hora
This content is not available in your region

Rebeldes sunitas reivindicam atentado contra mesquita no Irão

Rebeldes sunitas reivindicam atentado contra mesquita no Irão
Tamanho do texto Aa Aa

Um grupo rebelde sunita reivindicou o atentado desta manhã contra uma mesquita no Sudeste do Irão.

Dois bombistas suicidas fizeram deflagrar as cargas explosivas nas imediações da grande mesquita de Zahedan, durante a oração de sexta-feira, provocando a morte de pelo menos 28 pessoas e ferindo mais de duas centenas.

Num comunicado, o grupo responsável pelo ataque -Jundollah, ou o “exército de Deus” – justificou a acção como uma vingança pela execução do líder do movimento em Junho.

Abdolmalek Rigi tinha sido detido em Fevereiro e condenado à morte pela autoria de dois ataques similares aos de hoje, registados no ano passado.

O atentado ocorre em Zahedan, na turbulenta província do Baluchistan-Sistan, onde os sunitas minoritários afirmam ser alvo de uma vaga de repressão por parte do regime xiita.

Teerão tinha acusado, no passado, o grupo “exército de Deus” de ter ligações à rede terrorista Al-Qaida e de ser apoiado por Paquistão, Reino Unido e Estados Unidos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.