Última hora

Última hora

Rússia: Nova lei reforça poderes dos serviços secretos

Em leitura:

Rússia: Nova lei reforça poderes dos serviços secretos

Rússia: Nova lei reforça poderes dos serviços secretos
Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento russo aprovou hoje uma nova lei que aumenta as competências do FSB para reprimir “potenciais suspeitos de crimes”.

A medida, defendida pelo presidente Medvedev é vivamente criticada pelas organizações de defesa dos direitos humanos que denunciam um regresso aos tempos do KGB soviético.

Uma acusação rejeitada pela vice-presidente do parlamento, “não há qualquer risco de abusos pois os agentes do FSB estão subordinados à lei, pois são também cidadãos russos. E se cometerem alguma infracção terão de responder frente aos tribunais”.

Vários militantes do partido da oposição Iabloko foram detidos à porta do Parlamento, quando se manifestavam contra a lei, que consideram como uma “violação do princípio de presunção de inocência”.

A nova legislação, que deverá ser submetida ao presidente, prevê, entre outras medidas, a aplicação de multas e de uma pena de prisão de até 15 dias para todos os indivíduos que entravem a acção dos serviços secretos.

A oposição teme que o governo utilize as novas medidas para silenciar os movimentos contestatários do poder.