Última hora
This content is not available in your region

Obama assinou maior reforma financeira desde a Grande Depressão

Obama assinou maior reforma financeira desde a Grande Depressão
Tamanho do texto Aa Aa

A maior reforma financeira dos Estados Unidos desde a Grande Depressão foi assinada, na quarta-feira, pelo presidente Barack Obama.

O diploma pretende impedir uma nova crise como a que eclodiu em 2008. Prevê a criação de um órgão que proteja os consumidores e impede o resgate de grandes instituições financeiras às custas dos contribuintes.

“Graças a esta lei, nunca mais se vai pedir ao povo americano para pagar a conta dos erros de Wall Street. Não haverá mais resgates financiados pelos impostos. Ponto final!”, garantiu Obama.

A nova lei, rejeitada pela indústria bancária, limita a capacidade dos bancos de fazerem investimentos especulativos arriscados.

Os fundos especulativos terão de ser registados na Comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos como consultores de investimento. As instituições terão de manter registos sobre diversos itens, sujeitos a inspecções por parte da comissão.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.