Última hora

Última hora

Poluição continua a ameaçar Lago Baical

Em leitura:

Poluição continua a ameaçar Lago Baical

Poluição continua a ameaçar Lago Baical
Tamanho do texto Aa Aa

O Lago Baical, na Rússia, continua ameaçado pela poluição provocada por uma fábrica de celulose e papel.

A unidade, instalada numa importante reserva ecológica, esteve encerrada mas foi reaberta por decisão governamental.

Novos testes feitos a uma das maiores reservas de água doce do mundo, demonstram que continua poluída. Isto apesar de se supor que a fábrica não está a funcionar a 100 por cento.

Segundo Igor Khanaev, responsável das pesquisas submarinas, “se compararmos a água do lago com aquela que está em redor dos canos da fábrica há uma diferença em termos de claridade mas estão presentes substâncias pesadas e quando trabalhámos nesta área também vimos rastos destas substâncias na superfície da água”.

As análises foram requeridas pela autoridade russa de supervisão ambiental a um grupo de cientistas locais que comprovou que o grau de poluição não diminuiu.

O Lago Baical é reconhecido pela UNESCO como Herança Mundial. A sua poluição levou ao encerramento da fábrica em 2008. Na altura houve diferentes pressões. Por um lado os ambientalistas tentaram proteger o lago, por outro tentou-se preservar os postos de trabalho. Putin acabou por ordenar a sua reabertura.