Última hora

Última hora

Ordem de prisão para membros das Forças Armadas na Turquia

Em leitura:

Ordem de prisão para membros das Forças Armadas na Turquia

Ordem de prisão para membros das Forças Armadas na Turquia
Tamanho do texto Aa Aa

Autoridades turcas decretam mais uma ordem de prisão a altas patentes das forças armadas.

A ordem judicial foi emitida, por um tribunal de Istambul, contra dois almirantes e cinco generais de vários ramos, todos no activo.

São acusados de envolvimento numa conspiração, em 2003, com vista a um golpe de estado. Mais 95 pessoas foram detidas.

Entre elas estão três chefes militares na reserva, o general Cetin Dogan, ex-comandante do Exército turco, que tinha sido já detido em Fevereiro, o almirante Ozden Ornek, da Marinha, e o comandante Ibrahim Firtina, da Força Aérea.

No total quase 200 pessoas deverão começar a ser julgadas a 16 de Dezembro. Os principais arguidos neste processo arriscam-se a penas que podem ir de 15 a 20 anos de prisão.

A tensão entre governo e forças armadas na Turquia é uma constante desde que Erdogan chegou ao poder. O Primeiro-ministro é acusado, entre outras coisas, de promover o fundamentalismo religioso.