Última hora
This content is not available in your region

Coreanos celebram aniversário do armistício de 1953

Coreanos celebram aniversário do armistício de 1953
Tamanho do texto Aa Aa

As Nações Unidas e a Coreia do Sul festejaram o aniversário do armistício que pôs fim à guerra da Coreia sob o olhar dos militares do vizinho do Norte – isto numa altura em que paira o fantasma de uma nova guerra.

Foi na zona desmilitarizada que separa as duas Coreias que se fizeram as celebrações. Continuam, entretanto, o exercícios militares conjuntos entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul, no mar do Japão.

Do outro lado da fronteira, em Pyongyang, o armistício foi também celebrado, mas num espírito diferente, com uma cerimónia de homenagem aos mortos na guerra.

A guerra da Coreia eclodiu em 1950, com a invasão do Sul, pró-ocidental, pelas tropas do Norte, pró-comunista. A ilha tinha sido dividida pelos aliados no fim da Segunda Guerra Mundial.

Ao fim de três anos de combate, as tropas norte-coreanas renderam-se às forças da ONU, compostas sobretudo por norte-americanos. O armistício foi assinado a 27 de Julho de 1953.

Em Seul, os sul-coreanos assinalaram a data com novas manifestações contra o Norte. Num gesto que se tem tornado habitual, os manifestantes lançaram balões, em direcção ao outro lado da fronteira, com panfletos contra o regime de Pyongyang.