Última hora
This content is not available in your region

Catástrofe humanitária no Paquistão

Catástrofe humanitária no Paquistão
Tamanho do texto Aa Aa

As piores inundações dos últimos 80 anos no Paquistão estão transformadas numa catástrofe humanitária e económica.

Pelo menos 1500 pessoas morreram e mais de 3 milhões estão a sofrer as consequências das fortes chuvas.

Há falta de alimentos, as condições sanitárias degradam-se de dia para dia. As epidemias são agora uma das grandes preocupações.

Um médico explica que a maior parte dos pacientes que chegam ao hospital improvisado sofrem de gastroenterites, infecções respiratórias e problemas de pele. Acrescenta que a causa da maioria é a água suja das inundações.

Água potável, alimentos e ajuda sanitária são as prioridades. Em algumas cidades a entrega de mantimentos está a provocar violência.

Os serviços meteorológicos locais prevêem chuvas fortes nos próximos dias em algumas províncias e inundações em zonas já fustigadas pela intempérie. Em Islamabad esperam-se fortes tempestades.

No terreno, enquanto se critica a ausência do Presidente Zardari, em visita a diversos países da Europa, as populações começam o trabalho de reconstrução.

União Europeia e Estados Unidos prometeram apoio. A China já enviou um avião com ajuda humanitária.