Última hora
This content is not available in your region

Líder da oposição detido no Quirguistão

Líder da oposição detido no Quirguistão
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades quirguizes prenderam um líder da oposição e mais de 20 apoiantes por suspeitas de estarem a planear um golpe de Estado.

Com tiros para o ar, a polícia dispersou uma manifestação de duas mil pessoas, a favor do líder Ourmat Baryktabassov, numa cidade próxima da capital. O chefe do pequeno partido Mekenim regressou recentemente ao Quirguistão, onde é acusado de ter tentado derrubar o regime, em 2005.

Esta quinta-feira, a polícia interpelou-o, libertou-o, mas emitiu um mandado de captura… e voltou a prendê-lo.

Em Bishek, houve outra manifestação pró-Baryktabassov. 1500 pessoas reivindicaram que o líder partidário fosse colocado à frente do Governo.

A instabilidade tem marcado os últimos meses no Quirguistão. Em Abril, o presidente Kurmanbek Bakiev foi deposto numa revolta popular em que morreram 85 pessoas. Rosa Otunbayeva assumiu a presidência do país.

Em 2005, milhares de apoiantes de Baryktabassov tentaram tomar de assalto a sede do Governo, para protestar contra o facto de o seu líder ter sido impedido de se candidatar às presidenciais.

O homem de negócios não foi autorizado a participar nas eleições por possuir dupla nacionalidade, quirguize e cazaquistanesa, o que é ilegal segundo a legislação do país.

Baryktabassov deixou o Quirguistão e só regressou após a queda de Bakiev. Segundo o actual Governo quirguize preparava um Golpe de Estado.