Última hora
This content is not available in your region

Termina invasão da embaixada turca em Telavive

Termina invasão da embaixada turca em Telavive
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de quase quatro horas de interrogatório pelos diplomatas turcos, foi transferido para o hospital o palestiniano que invadiu a embaixada da Turquia em Telavive. A acompanhá-lo funcionários da representação diplomática, um socorrista e um polícia israelitas.

Nadim Nedjassa, de 28 anos, foi baleado numa perna pelos seguranças, quando tentava manter o cônsul e a esposa como reféns.

Originário de Ramallah, na Cisjordânia, Nedjassa tentou obter pela força o asilo na Turquia. Sente-se ameaçado pelos serviços palestinianos que o procuram por traição, depois de ter sido informador dos serviços israelitas Shin Bet. Informação confirmada do lado palestiniano, mas desmentida por Israel, que o descreve como doente mental.

Nadim Nedjassa foi libertado há duas semanas em Israel, onde cumpriu quatro anos de prisão por, em 2006, ter invadido a embaixada do Reino Unido para pedir também asilo. Desta vez terá entrado por uma janela do rés-do-chão e terá ameaçado fazer explodir a embaixada.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.