Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Agência europeia investiga a vacina pandemrix

Agência europeia investiga a vacina pandemrix
Tamanho do texto Aa Aa

Depois do pânico da epidemia das gripes agora o pânico das consequências da vacina

A Agencia Europeia de Medicamentos anunciou a abertura de um inquérito à vacina Pandemrix contra a gripe H1N1.

Pelo menos 30 milhões de pessoas receberam a vacina na Europa onde começam a aparecer casos de narcolepsia, uma doença que provoca acessos de sono.

Três crianças e três adultos manifestaram a doença seguida de crises de cataplexia, uma perda súbita de força muscular, após terem sido vacinados contra a Gripe A/H1N1, em França.

Uma das responsáveis da Agência Francesa de Segurança Sanitária e de Produtos de Saúde explica que se trata de três crianças e de três adultos cuja situação está a ser observada. “O diagnóstico fornecido pelos especialistas não permite estabelecer uma causa directa entre a vacinação e a narcoplesia”

Até agora são 22 situações de narcoplesia na Europa, após a vacinação.

Arvid tem nove anos e tornou-se na Finlândia o rosto da doença. Várias crianças finlandesas recentemente vacinadas contra o vírus H1N1, com idades entre os seis e os 15 anos, padecem agora de narcolepsia, uma doença do sono. As autoridades de saúde do país cancelaram o programa de vacinação.