Última hora

Última hora

Mais de trinta mil manifestantes contra nova estação de comboio de Estugarda

Em leitura:

Mais de trinta mil manifestantes contra nova estação de comboio de Estugarda

Mais de trinta mil manifestantes contra nova estação de comboio de Estugarda
Tamanho do texto Aa Aa

Os protestos contra a nova estação de comboios de Estugarda, no sudoeste da Alemanha, aumentam de vigor.

Entre trinta e quarenta mil pessoas participaram esta sexta-feira numa manifestação contra o gigantesco projecto urbanístico, com um custo anunciado de quatro mil e cem milhões de euros.

Os opositores denunciam o preço elevado e demasiado optimista, com estimativas a apontar para uma factura final de dez mil milhões de euros.

Este manifestante diz que “o projecto não é necessário. A estação continua a funcionar bem. O dinheiro poderia ser usado noutros lados, de forma mais útil”.

O início da demolição da antiga gare reforçou as vozes contestatárias, que prometem castigar o governo conservador nas eleições regionais de Março de 2011.

Na quinta-feira, sete manifestantes subiram ao telhado da estação para tentar interromper os trabalhos, acabando por ser detidos pela polícia.

O projecto pretende facilitar as ligações de alta-velocidade com as cidades de Ulm e Munique, transformando o terminal actual – no qual os comboios são obrigados a entrar e sair pela mesma via – numa estação de passagem subterrânea. Os ambientalistas dizem que as vantagens para o tráfego ferroviário serão limitadas.