Última hora
This content is not available in your region

Justiça austríaca julga rapto de Natascha Kampusch

Justiça austríaca julga rapto de Natascha Kampusch
Tamanho do texto Aa Aa

O raptor de Natascha Kampusch teve ou não cúmplices? É o que a justiça austríaca vai tentar decidir, no julgamento que esta segunda-feira se inicia.

Ernst Holzapfel é acusado de ter ajudado o raptor a fugir – no dia em a jovem Natascha Kampusch consegui escapar. Ernst, o melhor amigo de Wolfgang Priklopil nega ter estado ao corrente do sequestro. Recorde-se que o raptor se suicidou, quando Natascha se evadiu.

Natascha Kampusch, por seu lado, tenciona apresentar queixa contra a polícia austríaca. Em 1998, um mês após o sequestro, a polícia terá negligenciado informações que poderiam ter conduzido ao raptor – e, consequentemente, à libertação da jovem. Uma negligência que terá, posteriormente, sido “abafada” por razões políticas.

Natascha Kampusch esteve sequestrada durante oito anos, em Viena.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.