Última hora
This content is not available in your region

Negociações retomam na Bélgica para formar governo

Negociações retomam na Bélgica para formar governo
Tamanho do texto Aa Aa

As negociações na Bélgica tendo em vista a formação de um novo governo continuam marcadas pela incerteza e instabilidade.

O líder socialista francófono belga, Elio Di Rupo, aceitou hoje continuar a tentativa de formar Governo, após a insistência do Rei Alberto II.

Depois de três horas de negociações o monarca recusou a dispensá-lo da função apesar do impasse das negociações.

Em conferencia de imprensa Di Rupo lembrou que cabe a cada um dos partidos assumir as suas responsabilidade sentando-se à mesa das negociações e discutir sobre o assunto da discórdia, a distribuição da riqueza entre estados federais e regiões linguísticas.

Encarregado a 09 de Julho de encontrar um acordo entre partidos o fracasso negocial parede inevitável face às divergências entre os partidos flamengos e francófonos.

Di Rupo procura conciliar as exigências dos flamengos de obter mais poder para Flandres e a apreensão dos francófonos, que temem que a região, mais pobre, venha a sofrer com a mudança e que o processo acabe numa divisão da Bélgica.

O chefe do partido separatista flamengo N-VA, que liderou as eleições de Junho, abandonou a missão em julho, declarando que não havia acordo em questões fundamentais, na altura cantaram no parlamento o hino flamengo em tom de provocação.