Última hora

Última hora

Populações deslocadas por causa do furacão Earl

Em leitura:

Populações deslocadas por causa do furacão Earl

Populações deslocadas por causa do furacão Earl
Tamanho do texto Aa Aa

A população dos estados norte-americanos da Carolina do Norte e da Virgínia está a preparar-se para a chegada do furacão Earl.

Os mais afectados são os habitantes das zonas costeiras, sobretudo os que moram na Ilha de Ocracoke que receberam ordem para abandonar as casas.

Cada um leva o que pode e os ferry boats fazem horas extraordinárias, para ajudarem a população a escapar aos ventos de 216 quilómetros por hora.

Na noite de quarta-feira, o furacão estava localizado a Sudeste do cabo de Haterras, no extremo oriental da Carolina do Norte. Deslocava-se a uma velocidade de 280 quilómetros por hora.

Os habitantes acatam a ordem de saída, mas muito contrariados:

“É triste porque a realidade não é o que parece. Tudo parece tão bonito. Eu gosto disto e não me queria ir embora. É a calma antes da tempestade, mas nota-se já um certo frio.”

Outra morador lamenta ter de abandonar uma paisagem de sonho:

“Ficamos mudos. Ficamos sem palavras, quando estamos aqui, mas as autoridades dizem que nós precisamos de sair e eu quero respeitar as autoridades.”

No rasto do furacão, vem a tempestade tropical Fiona, o que agrava as previsões.

E tudo isto acontece na vésperas de um longo fim de semana, com feriados à mistura e que, por tradição, assinala o fim do verão americano.