A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Incidente no parlamento francês

Incidente no parlamento francês
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os deputados comunistas provocaram um incidente, na sessão do parlamento francês que, esta terça-feira, discutiu a proposta de alteração dos sitema de reformas.

Os deputados do PCF levantaram-se, dirigiram-se à bancada do Governo e entregaram ao ministro do Trabalho, Eric Woerth, uma petição, com 100 mil assinaturas, pedindo que deixe cair a intenção de mudar a idade de reforma dos 60, para os 62 anos.

O presidente suspendeu a sessão. Minutos depois, na reabertura dos trabalhos, o ministro explicou que a sua proposta não é de esquerda, nem de direita:

“Hoje, vive-se muito mais tempo, é normal, é natural, é lógico prolongar o tempo de trabalho. Todos os gvernos o têm feito, de direita ou de esquerda. O Primeiro-Ministro já disse: isto não é uma reforma de direita, não é uma reforma de esquerda. É uma reforma para a preservação das pensões dos franceses”.

Eta terça-feira, a França está paralisada por uma greve de protesto contra esta alteração. Os sindicatos esperam que as várias manifestações de protestos mobilizem dois milhões e meio de pessoas.

Uma jornada que pode enfraquecer mais o ministro Woerth, envolvido num escandalo de tráfego de influências e fuga ao fisco da herdeira do empório L’Oréal.