Última hora
This content is not available in your region

Uma maioria frágil na Austrália

Uma maioria frágil na Austrália
Tamanho do texto Aa Aa

A trabalhista Julia Gillard vai continuar a liderar o executivo australiano graças ao apoio dos independentes.

A decisão anunciada esta terça-feira garante ao Governo 76 dos 150 assentos da Câmara de Representantes. Uma maioria frágil que Gillard quer estável:

“Os trabalhistas estão preparados para formar um governo estável, efectivo e sólido para os próximos três anos. Este governo tem, apenas, um objectivo: servir o povo australiano” afirma Gillard.

O apoio dos deputados independentes ao partido trabalhista deita por terra as aspirações dos conservadores liderados por Tony Abbott.

Nas legislativas de Agosto nenhum dos principais partidos conseguiu uma maioria no Parlamento, algo inédito em 70 anos.

A formação de um governo de minoria é possível ao fim de duas semanas de negociações e após o apoio do Partido Verdes.

Na mira dos ecologistas está, por exemplo, o aumento dos impostos das empresas mineiras, que se preparam para ver os lucros tributados em 30%.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.