Última hora

Última hora

Nova Iorque dividida em aniversário do 11 de Setembro

Em leitura:

Nova Iorque dividida em aniversário do 11 de Setembro

Nova Iorque dividida em aniversário do 11 de Setembro
Tamanho do texto Aa Aa

O pastor, Terry Jones, chegou já a Nova Iorque. O fundamentalista abandonou a ideia de queimar o Corão no aniversário dos ataques do 11 de Setembro. Está em Nova Iorque para se reunir com o imã de uma mesquita, que está planeada para ser construída perto do Ground Zero.

Ao pôr-do-sol, de sexta-feira, centenas de muçulmanos e pessoas de outras religiões,
reuniram-se, com velas, perto do local onde antes estavam as Torres Gémeas, manifestando o seu apoio à construção da mesquita.

Os muçulmanos afirmaram que também eles sofreram com os ataques: “Fomos todos atacados naquele dia, todos morremos naquele dia, todos sentimos aquele dia. Ao olharmos para a lista das três mil pessoas que perderam a vida vemos nomes de origem, claramente, muçulmana”, evidencia o director dos Majlis Ash-Shura, Talim Abdur-Rashid.

A construção da mesquita perto do Ground Zero dividiu os Estados Unidos e esperam-se para hoje, em Nova Iorque, manifestações a favor e contra ao templo muçulmano.

Para assinalar o nono aniversário dos ataques às Torres Gémeas estão previstos vários comícios que, segundo os organizadores, serão pacíficos.