Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Ahmadinejad acusa governo dos EUA de organizar atentados de 11/9

Ahmadinejad acusa governo dos EUA de organizar atentados de 11/9
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente iraniano cumpriu a tradição frente à assembleia geral da ONU. A dias da organização aplicar as novas sanções contra o país, e apesar da mão estendida de Washington, Mahmoud Ahmadinejad voltou a utilizar a tribuna para proferir um discurso anti-americano e anti-israelita.

“Algumas pessoas dentro do governo norte-americano organizaram os atentados de 11 de Setembro para travar o declínio da economia americana e para salvar o regime sionista. A maioria da população americana assim como os países e políticos estrangeiros pensam exactamente o mesmo”.

Um discurso condenado como “ofensivo e desapropriado” pelos responsáveis norte-americanos que abandonaram a sala em sinal de protesto.

Horas antes, Obama tinha voltado a endereçar-se ao Irão para afirmar que, apesar das novas sanções, a porta da diplomacia continua aberta.

“O governo iraniano tem, no entanto, de demonstrar de uma forma clara e credível, que o seu programa nuclear se destina a fins pacíficos”, sublinhou Obama.

O discurso de Ahmadinejad torna-se assim mais uma demonstração de força do regime, depois das críticas feitas por Washington à legitimidade do presidente, reeleito após um contestado sufrágio.