Última hora

EUA pedem desculpa à Guatemala por testes médicos indevidos

EUA pedem desculpa à Guatemala por testes médicos indevidos
Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos pedem desculpa aos guatemaltecos vítimas de experiências médicas nos anos 40.

O governo norte-americano levou a cabo uma série de testes que consistiram em infectar centenas de pessoas com sífilis e gonorreia sem o seu consentimento.

Hoje as autoridades da Guatemala quer justiça e acusa Washington de crime contra a humanidade.
Setenta anos depois o estudo, jamais publicado, foi descoberto ocasionalmente pela professora Susan Reverby, do Wellesley College, que encontrou os relatórios nos arquivos do médico John C. Cutter, falecido em 2003 onde eram comentados os testes com guatemaltecos.

Das experiências efectuadas na Guatemala entre 1946 e 1948 não resultaram conclusões específicas.
No total, quase 700 homens e mulheres foram expostos à doença e depois tratados com penicilina.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.