Última hora

Jovens franceses juntam-se aos protestos contra reforma de pensões

Jovens franceses juntam-se aos protestos contra reforma de pensões
Tamanho do texto Aa Aa

Em França, um número significativo de jovens pode vir a participar em mais uma jornada de protesto contra a reforma do sistema de pensões.

Os sindicatos apelaram pela primeira vez à mobilização dos mais novos, até porque também eles serão afectados com as alterações propostas à idade da reforma.

Apesar dos sindicatos apelarem à participação juvenil, alguns são mais claros e distinguem os estudantes universitários daqueles que ainda estão no ensino secundário.

“Os jovens têm direito de participar nos protestos, mas tenho reservas quanto a chamar estudantes do ensino secundário. É como usar uma arma fraca”, diz François Chérèque, secretário-geral da central sindical CFDT.

A última semana foi marcada por protestos a nível nacional contra o aumento da idade de reforma dos 60 para os 62 anos.

O Governo também quer aumentar de 65 para 67 anos a idade de aposentação daqueles que, não tendo descontado durante um número de anos suficiente queiram reformar-se com direito à pensão máxima.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.