Última hora

China "puxa" crescimento económico mundial

China "puxa" crescimento económico mundial
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A China é o motor do crescimento económico mundial. Estas são as projecções do FMI, tanto para este ano como para o próximo.

Segundo o Fundo Monetário Internacional, a retoma económica vai continuar a ser sustentada pelas economias emergentes. A começar pela China, que arrasta consigo vários outros países, especialmente os exportadores de matérias-primas.

No conjunto de 2010, o crescimento global foi agora revisto em alta: 4,8% contra 4,6 nas projecções de Julho. Um crescimento desigual, em função das economias. A União Europeia é quem regista o menor crescimento: 1,7%; os Estados Unidos recuperam um pouco mais: 2,6%; a Rússia atinge os quatro por cento; a Índia está próxima dos dez (9,7%) e a China ultrapassa os dez por cento (10,5 por cento).

As economias mais avançadas são as que têm perspectivas de retoma mais baixas. São também aquelas que foram obrigadas a fazer ajustamentos, que começam agora a aplicar-se à reforma do sector financeiro e à consolidação das contas públicas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.